Conversas na Raia: As fronteiras políticas (150 anos do Tratado Espanha-Portugal)

Na Casa Museo de Monção (Portugal), sábado, 25 de outubro de 2014
Conversas na Raia: As fronteiras políticas (150 anos do Tratado Espanha-Portugal)

Em 1852 dá-se início ao processo que culminará em 1864 com a aprovação do Tratado de Limites entre Portugal e Espanha. Foi um trabalho levado a cabo por uma Comissão Mista Internacional, com Instruções que regulam a sua atividade em 1855.

A Comissão teve um laborioso trabalho levado a cabo em inúmeras sessões, redigindo as respetivas Atas. Foi feita uma recolha de extensa documentação histórica, audição de testemunhos, visitas aos locais, levantamentos topográficos, relatórios, etc. Em 1864 a Comissão Diplomática aprova unanimemente os acordos ajustados nas bases de um Tratado de Limites que os governos dos 2 países finalmente publicarão.

Entre esses textos enviados à Comissão, contam-se importantes documentos que ao longo dos tempos foram delimitando a fronteira e enquadrando a vida das populações fronteiriças, nas etapas históricas mais marcantes do processo da sua delimitação no quadro da afirmação da independência de Portugal.

O Tratado de Lisboa fixará finalmente a demarcação da fronteira, encerrando séculos de contendas e também de mais larga convivência dos povos em largos territórios de fronteira e abrindo caminho à afirmação da mais extensa centralismo e nacionalismos em Portugal e Espanha. A experiência da abolição das fronteiras com a integração de Portugal e Espanha na União Europeia, é, sem dúvida, uma excelente oportunidade para refletir a propósito dos 150 anos do Tratado, o lugar das fronteiras na História dos Povos e das Nações. Solicita-se confirmação da presença para reserva de lugar até 23 de outubro de 2014 para: casamuseomoncao@reitoria.uminho.pt ou 251.652104

Conectate o Consello da Cultura Galega en Facebook, Twitter ou comparte esta nova: